Descobertas científicas Toggle

Novo método pode criar exame de detecção universal de câncer

Após bombardear glóbulos brancos retirados de pessoas com câncer por meio de ondas UVA (raios ultravioleta capazes de produzir lesões até mesmo em moléculas de DNA), pesquisadores da Universidade de Bradford, na Inglaterra, notaram um comportamento peculiar por parte dos leucócitos: quando expostas a raios UVA, as células brancas podem ser facilmente destruídas.

Os leucócitos de pessoas em condições pré-cancerosas mostraram-se pouco resistentes, enquanto os glóbulos brancos de voluntários saudáveis não foram tão suscetíveis à enxurrada de UVA.

A forma mais tradicional de se detectar um câncer é por meio de exames de biópsia – um pedaço de tecido é retirado da região que pode estar sofrendo com a doença. Além de invasiva, essa forma de análise não é precisa em 100% dos casos. O bombardeamento de glóbulos brancos por raios UVA pode, dessa forma, se constituir como um método pouco invasivo e mais preciso de detecção de câncer.

Fonte:TecMundo

Os comentários estão fechados.